sexta-feira, 12 de janeiro de 2007

Cultura: buscando seu pedido "delivery"


Para quem estava acostumado com os motoboys nas Marginais de São Paulo, Amsterdam é uma tranquilidade neste aspecto... Não se vêem motoboys como em São Paulo, mas várias bicicletas e scooters na faixa especial.

Mas voltando aos motoboys... Não há muitos serviços de "delivery" por aqui. Não dá para pensar em pedir uma pizza em casa no domingo à noite. Pedir você até pede, mas tem que ir buscar!

Pelo menos, já vai gastando as calorias da pizza ou da comida tailandesa, que é fácil de encontrar por aqui.
A foto é de um dos pouco entregadores, tirada da Janela Laranja.

4 comentários:

Tita disse...

Oi Márcio, adorei seu comentário. vc é mesmo uma ovelha negra nessa história. Que bom que vc vai à feira! Aproveite bem e perambule em todos os stands. Se nao me engano o stand de livros fica no Hal 2, mas atencao nao eh o satnd do lonely planet. Eh um stand pequeno num cantinho do hal.

Hoje fui a um cafe belga novinho e bem legal. O local era uma igreja e ainda mantem o seu orgao e santos originais. Eh um lugar pra tomar varios tipos de cerveja. Mas cuidado com os precos do restaurante e com as altas percentagens alcoolicas :) OS precos dos snacks como o bitterballen estao na media, mas o da comida....

Esse eh o link:
http://www.cafe-olivier.be/

Abraco

Ana disse...

Oi Márcio,
Procura melhor que tá cheio de entregadores de comida em Amsterdam. Liga por exemplo pra New York Pizza! Comida chineza também é entregue em casa.

aninha disse...

Olá, Marcio! Estamos preparando a volta ao lindo parque Keukenhof. Desta vez gostaríamos de ficar em Luxemburgo ou Bruxelas mas não sabemos o que seria mais conveniente. Hoje, procurando dicas, achei seu blog e estou a um tempão aqui lendo. Que bom trocar informações! Já estivemos em alguns países e posso dar dicas sobre Africa do Sul, Canadá, America do Sul, Inglaterra e etc.etc. por aí(Europa nem ouso, vc conhece mais!).Seria pedir demais umas informações sobre hospedagem em Lisse? Já ficamos em Leiden mas é preciso ônibus para o parque.Ficar em Bruxelas seria longe? É que lá ainda não estivemos. Um abração e obrigada por ser tão gentil dividindo suas experiências.

ANA MARIA
Rio de Janeiro

Marcio Nel Cimatti disse...

Oi Aninha!

Que legal que vai voltar ao Keukenhof.

Luxemburgo ou Bruxelas acho que vai depender muito do que espera fazer e visitar. Dos dois lugares é possível pegar um trem até o aeroporto de Amsterdã e depois o ônibus para o parque.

Bruxelas não é longe não! Fica só duas horas de trem.

Eu quero sim que divida as informações desses lugares todos. Pode me mandar os textos e fotos no ajanelalaranja@terra.com.br que eu publico com o seu nome claro!

Eu nunca fiquei em Lisse, mas posso te ajudar com a hospedagem.

Um abraço!
Marcio

Related Posts with Thumbnails