terça-feira, 21 de abril de 2009

Brasileiros são barrados em Paris.



Começa hoje oficialmente o ano da França no Brasil.
Uma iniciativa que reúne eventos artísticos, culturais, acadêmicos e econômico-comerciais - acontecerá em todo o território brasileiro até 15 de novembro deste ano.

O surpreendente foi a notícia que acabei de ler no Estadão e no Terra. No mês de março, 206 passageiros que viajaram pela TAM foram impedidos de entrar na França, de acordo com dados da companhia. O número é o triplo do registrado em janeiro (67) e quase o dobro dos 116 retidos em fevereiro.

O problema é que em dois vôos nos últimos dias, mais de 30 pessoas foram impedidas de entrar, muitas das quais sem explicações, informou o Estado de S. Paulo nesta terça-feira.

Estranho mesmo é esse negócio de sem dar explicação. Como assim simplesmente proibir a entrada?

Então pra que investir tanto dinheiro para incentivar a visita de brasileiros à França?

Não dá pra entender, né?

10 comentários:

Claudia Pimenta disse...

oi marcio! é, a entrada dos brasileiros está ficando difícil... surgem exigências novas a cada dia! espero que isso melhore, pois nada mais lindo do que visitar paris! aliás, hoje começo uma série de posts em homenagem ao ano da frança - lhe aguardo por lá! bjs!

Camila disse...

Isso tem jogado um balde de água fria nos meus planos de ir à Europa. Imagina: planejar tanto e ser barrada? E por mais que digam que basta ir com tudo certinho para entrar, pelo jeito não é o que acontece na prática, né?

DO disse...

Dizem que qualquer país pode impedir a entrada de qualquer pessoa,sem nenhuma obrigatoriedade de justificar. Mas é como vc falou: em pleno ano de intercambio entre os países??

Abraços!

pabloramos disse...

Estive o carnaval com alguns franceses no Rio, e achei incrível como são, ao contrário do que dizem, simpáticos, calorosos e bem humorados. Tá bem, eles estavam em terras estrangeiras contaminados pelo calor dos trópicos, mas minha mãe esteve em Paris ano passado e trouxe de lá um testemunho semelhante, que andou a cidade inteira sem falar uma palavra de francês ou inglês e se comunicou o quanto quis, foi bem recebida por largos sorrisos e não se sentiu desconfortável em nenhum momento.

Acredito que uma coisa seja a atitude dos franceses e outra, a do governo francês, preocupado com imigração u qualquer outro motivo que o leve a tais atos. Lembremos que na Espanha houve recentemente episódios semelhantes em aeroportos, o que me leva a cogitar se esta não seja uma tendência da Europa, não isoladamente da França.

Torçamos para que cada vez mais a globalização se dê no campo social tanto quanto no econômico e financeiro - que as pessoas tenham a mesma liberdad que se dá aos capitais !!!!

Marcio Nel Cimatti disse...

Oi Claudia, vou acompanhar a série de posts com certeza.

Eu só postei porque acho que não deveriam fazer o Ano da França no Brasil se não querem a entrada de brasileiros lá.

Ah tbm adoro visitar Paris!! Quem não gosta, né?

Bjo!

Marcio Nel Cimatti disse...

Camila,

É chato né? É uma tensão não saber se vão te deixar entrar ou não num país.

Mas depois que passa da imigração é só alegria!!

Bjo!

Marcio Nel Cimatti disse...

É isso Do, não quer deixar entrar não deixe, mas também não gaste milhões incentivando o turismo.

Abs!

Marcio Nel Cimatti disse...

Pablo,

Sem dúvida cada um tem experiências boas ou ruins com as pessoas de determinado país. Não dá pra generalizar. Né?

Eu mesmo fui à Paris diversas vezes e em poucas vezes lembrei da fama de "chato" dos parizienses.

Gostei do que vc escreveu "a globalização se dê no campo social tanto quanto no econômico e financeiro"

Seria sensacional mesmo!

Ah, linkei seu blog!!

Abs!

Diogo disse...

ei, tem gente em casa?

make yourself at home lá no blog, seu sumido!

abração

Claudia M. Vieira disse...

Brasileiro tem que aprender! Fazer valer seus direitos! Não adianta nada reclamar e choramingar. Começa a barrar os gringos aqui também!!! Entrem c0om ações civeis e criminais contra auniao europeia e em particular contra o País que deportou sem justificativas. 4.000 rejeitados?? Onde estão essas pessoas? Entrem com uma ação coletiva por discrimanação. Eles tem que saber respeitar o brasileiro!! Mas não adianta reclamar em blogue, tem buscar os direitos. Eu to de daco cheio dessa historia e ninguem faz nada!!! Sou advogada tenho passaporte europeu, mas sou Brasileira até o ultimo fio de cabelo e mesmo que nao fosse protestaria. REAJAM!!!

Related Posts with Thumbnails