quarta-feira, 16 de janeiro de 2008

Amsterdã - A Feira dos milionários - final


Restaurantes sofisticados, lounges e cafés disputavam os visitantes com cardápios ecléticos da alta gastronomia. Pelo que percebi, a bebida eleita foi a champagne que estava presente em todos os restaurantes e na mão das pessoas que acompanhavam os desfiles de moda.

Barcos e iates não poderiam ficar de fora numa feira deste tipo e uma das opções para os visitantes era um “pequeno navio” por 2,5 milhões de euros.

Na parte da feira dedicada à casa e decoração, estavam expostas tvs de plasma gigantes, home theatres de última geração, camas com massageador e controle remoto e até um vaso sanitário que já vem com um esguicho de água dentro. Além de produtos de alta tecnologia, o visitante que optasse por produtos clássicos e antiguidades também estava muito bem servido.

Eu não poderia deixar de contar que as jóias estavam por todos os lados. No formato tradicional: brincos, anéis e colares ou em Ipods, celulares e até Tvs.

Depois de ver tudo isso decidi me despedir da feira em grande estilo. Guardei a câmera, peguei uma taça de champagne e acompanhei o desfile de jóias, sonhando acordado em fazer parte desse seleto grupo de milionários durante 10 minutos.

13 comentários:

Lys disse...

Ta ai um lugar que eu nunca me interessaria em estar :)

Mas a poltrona eh legal sim... parece confortavel. Bem que podiam trocar as do aviao por essa ne ?

Silvia disse...

Sem querer dar uma de chata... mas será que eles não sentem nem uma pontinha assim de remorso por desfrutar de tanto luxo enquanto tanta gente no mundo passa fome, etc...??

Marcio Nel Cimatti disse...

Silvia,

Penso que questionar tamanha incoerência é ser consciente. Pensei nessa pergunta muitas vezes durante a feira e fiz questão de fotografar e contar todos esses detalhes para mostrar a realidade.

É claro que aqui na Holanda as diferenças sociais não são tão gritantes e claras como no Brasil, mas mesmo assim é impossível não perceber que tem gente passando dificuldade por aqui.

Um abraço!

Cheers! Fla disse...

Acabo de voltar de ferias do Brasil e sinceramente, se nem os brasileiros ricos ou politicos se sentem com remorso, imagine se os estrangeiros sentirao. No Rio e em Sao Paulo (dependendo de onde vc esta) a pobreza esta ali, na sua cara e as pessoas escolhem nao ver, imagine quem nao ve isso todos os dias, todas as horas...

Bjs.

Erika disse...

acho que vou sumir mais vezes procê ir me visitar rsrsrs

adorei sua visita, viu.

e to por aqui, meio preguiça, meio "embutida", mas to por aqui rsrs

eu bem queria uns diamantes e uma champagne rsrs

beijos

"Oncotô? (Erika)"

Aline Lima disse...

Nem se eu fosse rica iria a tal feira, não me sentiria bem meeeeeeeeesmo.

No Japão, não há quase diferença de classes, mas aqui no Brasil (sim, tô aqui de férias) está feio mesmo... :(

Eduardo Luz disse...

Márcio, tudo é uma questão de mercado. Se existe gente muito rica e produtos pra estas pessoas, o negócio está feito ! Posts interessantes como estes são muito legais e informam bastante.
Já que você tomou champanhe, me responde uma outra coisa : alguém fez o teste drive do vaso sanitário ?
Bela foto a da lancha ; parece um foguete (espacial, é claro, pois deve ser um foguete marítimo)

DO disse...

Pois sinta-se mesmo um privilegiado,meu amigo.
Algo para muito poucos,heheh

Abração e um otimo fds à vc

http://www.ramsessecxxi.blogger.com.br/

Só Magui disse...

Não fazem a menor falta.Vivem de explorar os incautos, as mulheres para não falar de coisas piores.Podiam embarcar em um Titanic 2 .
http://somagui.zip.net

Dentro da Bota disse...

Que loucura....

marcio disse...

vixiii vcs estao todos com inveja!!!
os caras sao ricos,eles tem muito dinheiro,e fazem oq quiser com ele...
se eles naum gastassem o dinheiro naum faria a menor diferença pra nós q somos pobres!!!
duvido se vcs fossem milionarios vcs iriam gastar todo seu dinheiro com os
pobres e morariam numa casa normal e teriam um carro normal...
È isso aí para nós q somos pobres só nos resta aceitar!!
dinheiro naum é tudo...valew!!!!

Judete disse...

Nas horas que se seguiram depois que o Titanic se chocou contra um iceberg no dia 14 de abril de 1912, os passageiros brigaram para entrar nos botes salva-vidas ou para encontrarem coletes salva-vidas.Havia onze milionários no navio naquela noite e o Major A. H. Peuchen era um deles.Quando foi dada a ordem para abandonar o navio, ele deixou para trás m tesouro em dólares, apólices e jóias em uma caixa em sua cabine."O dinheiro pareceu brincadeira naquele momento", disse ele posteriormente. Antes peguei três laranjas."
Que valor tem a fortuna numa hora dessa?

Anônimo disse...

Taí! um mundo no qual não me vejo, ainda q pudesse...rs...concordo q cada publico tenha seu mercado, afinal vivemos num mundinho capitalista, onde os valores materiais ultrapassam valores morais.

Related Posts with Thumbnails